Entrevista - Alessandro Dalla Santa





Alessandro Dalla Santa é vereador filiado ao PSB. Está em seu primeiro mandato. Nasceu em Vacaria. É mestre em administração de empresas.

Foi Diretor Executivo da Secretaria de Indústria e Comércio no governo de José Aquiles Susin entre 2005 a 2008 e Presidente do Conselho Regional dos Campos de Cima da Serra - COREDE CCS, no mesmo período. Foi Secretário Municipal de Desenvolvimento, Tecnologia, Trabalho e Turismo de 2009 a 2012. Também foi professor no Centro Universitário Facvest – Unifacvest entre 2011 e 2012.  

Ingressou na vida política após participar de movimento estudantil. Atualmente é o Presidente da Câmara dos Vereadores de Vacaria.

Em entrevista exclusiva ao acadêmico Mateus Rosa, para o trabalho da disciplina de Economia Política, ministrada pelo professor Valdomiro Hidelbrando, o vereador fala sobre suas experiências na vida pública, além de projetos apresentados pelo vereador, da importância desses projetos para comunidade de Vacaria além de questão do Aeroporto Regional de Cargas de Vacaria.

Desde da época da escola o senhor participa dos movimentos estudantis, isso serviu de base para ingressar na política?

Eu comecei a participar dos movimentos estudantis no 2º grau na Escola Zezinho, aqui em Vacaria, depois me afastei por um período, quando entrei na faculdade no curso de administração voltei ao movimento estudantil. Fui escolhi como presidente do DRE – UCS (Diretório Regional dos Estudantes da Universidade de Caxias do Sul) de Vacaria por duas vezes e a partir de então logo que sai do DRE quando terminou o meu mandato fundamos o Partido Socialista Brasileiro (PSB) aqui em Vacaria, onde desde então nunca mais deixei a política.

No seu mandato diretor executivo da Secretaria de Indústria e Comércio houve crescimento nesse setor em Vacaria?

Foi fundamental, porque minha carreira política, minha primeira função pública foi exatamente Diretor da Secretaria de Indústria e Comercio, depois fui secretário e depois vereador, mas especificamente nessa primeira fase era uma função de segundo escalão, eu já comecei a fazer várias ações, principalmente no desenvolvimento do turismo aqui de Vacaria e do desenvolvimento regional, porque na condição de diretor executivo eu fundei aqui na nossa região o chamado COREDE (Conselho Regional de Desenvolvimento) dos Campos de Cima da Serra, que tornou a nossa região independente do ponto de vista de organização e planejamento do estado do Rio Grande do Sul, uma vez até então nós éramos administrados pela região de Gramado e Canela. Com essa instituição Vacaria e os demais municípios da nossa região se tornaram independentes em uma unidade de planejamento do Estado do Rio Grande do Sul, que ao meu ver foi uma das maiores conquistas que tivemos e que certamente no futuro irá impactar no desenvolvimento da região.

“Estamos fiscalizando para que cumpram, não estamos vendo uma ação proativa nesse sentido”

Muitos dos seus projetos como vereador estão relacionado ao meio ambiente, o senhor acredita que essa área foi esquecida por governos anteriores?

Essa área do meio ambiente foi esquecida em todos os governos, em as cidades país. O meio ambiente que vem vindo em torno agora em todo o país, também aqui em Vacaria não é diferente, Com certeza foi esquecida, mas é justo falar tem sido em quase as cidades com raras exceções. A partir dessa nova geração é que o meio ambiente começa então ter a importância devida como todos sabemos que tem.

O projeto lei sobre a Conservação e Uso Racional da Água nas Edificações Públicas do Município de Vacaria está sendo aplicadas nas novas obras do município como escolas e creches?

Estamos fiscalizando para que cumpram, não estamos vendo uma ação proativa nesse sentido. É uma lei que aprovamos de que todas as construções públicas tem que ter captação de água, Estamos vendo que algumas edificações novas da prefeitura não tem esse sistema e obviamente a própria prefeitura terá que ser a mercê da lei para que se adapte ou se não sofra as penalidades da lei pelo não cumprimento.

Quais os benefícios do Projeto de Lei - Fundo de Bem-Estar Animal e Saúde Pública – FAN e se esse projeto já está trazendo retorno para o município?

Esse projeto é outro exemplo que estamos pressionando a prefeitura para coloque em execução, porque o que acontece há um descontrole da população animal em todos os bairros da cidade. São carteiros que não conseguem entregar cartas, por sua vez não recebem as contas e não pagam no prazo, começando a pagar juros, os mau tratos aos amimais, portanto esse projeto é ver a necessidade de instituição de um fundo para o controle que funcionará com a castração de fêmeas. Eu estive em Caxias do Sul com o secretário do meio ambiente, mostrei como o é que funciona o programa em Caxias do Sul, estamos na fase da prefeitura implantar esse sistema; ainda não fizeram e nós estamos em cima da prefeitura para que faça.

A verba que a prefeitura para esses projetos relacionados ao meio ambiente em Vacaria estão adequada as demandas que elas realmente exigem?

Deveria ser bem mais e é um outro agravante, eu acho que a prefeitura o maior problema dela é a estrutura de fiscalização, prefeitura praticamente não fiscaliza nada; não tem fiscais para fiscalizar o recolhimento do lixo, não tem fiscais para fazer o controle da bacia de captação da nossa água de consumo lá da Corsan, não tem fiscais para a questão dos animais ou seja o setor de fiscalização da prefeitura é extremamente precário e o investimento maior tem se dar nesse setor.

Tem alguma área como educação ou saúde que merece mais atenção do poder público?

Com certeza, essas duas áreas precisam de ter mais estrutura, na educação principalmente o número de vagas nas creches, muitas crianças precisariam estar nas creches para as mães e os pais poderem trabalhar, não tem vagas suficientes é dos maiores problemas. Na área da saúde a falta de médicos em várias especialidades, inclusive nos postos dos bairros e é uma reclamação recorrente de toda a população nesse sentido.

Qual é o principal impasse que as obras do aeroporto regional de cargas sejam concluídas?

Esse é um mistério que que tentamos desvendar, a própria Câmara aqui da nossa administração nesse ano passou para a prefeitura 100 mil reais, para a construção de uma casa no sentido de uma pessoa poder fazer a manutenção e cuidar, zelar pela área do aeroporto. Essa semana mesmo recebemos um ofício de empresário que já receberam autorização da ANAC para construir hangares lá no aeroporto e eles me disseram que não vão construir se não tiver uma pessoa esteja lá cuidando do patrimônio do aeroporto, no caso os hangares deles e de já pronto no dia 24 de junho teve uma reunião com a vice-prefeita, porque o prefeito está em viagem para o exterior para que ela faça a licitação mais breve possível para essa casa seja construída, pois o dinheiro para a construção da casa já está nos cofres da prefeitura, então é só fazer e não entendemos o porquê da demora.

Sobre Audiência Pública - realizada pela Comissão Especial dos Pedágios, acredita-se que um novo modelo de pedágio poderia ser implantado que favorecia os usuários, tanto no valor como na conservação das rodovias?

Nós temos o exemplo bom que é o de Santa Catarina, onde o pedágio ele é no valor de 4 reais, que várias obras de infraestruturas nas rodovias foram feitas. O nosso problema em Vacaria é que temos a necessidade de muitas obras, nós precisamos de um anel viário que é caro, precisamos de viadutos que é muito caro, precisamos de duplicações e uma reforma geral na BR 285 no perímetro urbano, no caso o trânsito e nós não imaginamos que o governo vai fazer essas obras, se não for via nova concessão. Se for uma concessão e que faça essas obras com contrato regulamentado, coloque perímetro urbano e se principalmente não introduzir o pagamento das taxas, é dos poucos caminhos que temos seguir para que essas obras de infraestruturas sejam feitas

Quais os projetos de obras públicas a serem a apresentados pelo Senhor?

São vários projetos foram apresentados nesses dois anos e meio de mandato, para acessá-los é só buscar no link http://www.camaravacaria.rs.gov.br/alessandro.php?id=19
 
 

Nenhum comentário