Experiência no Jornal Vacaria News


Por aproximadamente um mês o autor deste blog fez parte da equipe de reportagem do Jornal Vacaria News, um novo jornal que está surgindo na minha cidade.

A oportunidade de trabalhar nesse jornal apareceu em 10 dias depois que eu deixei de escrever no Jornal Dupla Notícia de Antônio Prado. No dia 28 de fevereiro comecei a trabalhar no jornal.

No mesmo dia fiz a entrevista de manhã e de tarde estava ajudando a fazer uma manifestação de justiça de uma menina que morreu por falta de atendimento médico. Também uma entrevista com uma banda de rock que iria tocar em Vacaria e ainda fiz a cobertura do jogo do time da cidade.

Aprendi como é difícil a questão de conseguir entrevistas, muita gente se negavam a dar entrevistas como o padre responsável pela catedral do município e o advogado da catedral sobre as obras da mesma, que provocou uma polêmica na cidade.

Na primeira edição do jornal que eu participei fiz uma matéria para o caderno especial do jornal de um assunto que eu entendo muito, os problemas na Associação dos Universitários de Vacaria, que viajam de segunda a sexta para a cidade de Lages – SC, para poderem cursar a faculdade. Inclusive eu que viajo para Lages para fazer o curso de comunicação social no Centro Universitário Facvest – Unifacvest.

Nessa matéria fiz duas entrevistas, uma com o diretor social e outra com a ex-presidente da Associação em que busquei explicar o porquê de tanta burocracia para causa das listas dos ônibus, que impedia que os calouros pudessem viajar. No jornalismo a gente aprende a sempre os dois lados da questão.

Outra coisa que tive que lidar no jornal foi de o entrevistado cancelar a entrevista de última hora. Exemplo foi a nutricionista que eu já tinha um contato não poder dar uma entrevista de como alimentar-se bem pagando pouco. Ainda bem que consegui um a outra nutricionista para dar a entrevista.

No jornal eu fiquei responsável pelos os cadernos de saúde, educação, geral e agronegócio, esse último foi o que eu mais encontrei dificuldade para escrever por não dominar o assunto, diferente do esporte que é uma área que pretendo atuar no futuro. Mas o jornalismo tem que entender de tudo um pouco e explicar de uma forma que as pessoas entendam.

A minha experiência do jornal terminou no dia 1º de abril, dia da mentira, eu não estava acreditando, mas foi desligado do jornal por questões que não quero falar nesse momento.

O ruim de trabalhar no jornal foi consolidar o trabalho com a faculdade, pois eu estou no último ano da faculdade. Eu sentia que não estava rendendo o que eu podia render.

Diferente do Dupla Notícia em que as matérias eram assinadas por mim, no Vacaria News eu ficava no anonimato, para que eu não sofresse alguma ameaça ou processo dependendo do assunto que eu falava.

A falta de experiência foi que me prejudicou, mesmo já ter trabalhado em outro jornal, o Dupla Notícia era mensal e no Vacaria News é semanal. Imagine como seria trabalhar em um jornal diário. É muito cedo para pensar nessa hipótese nesse momento sem antes terminar a faculdade.

Falta muito para eu chega em jornal como o Zero Hora ou uma Folha de São Paulo. Aliás por dica de uma professora eu adquiri o manual de redação da Folha de São Paulo, para poder aprimorar meus textos aqui no blog e no futuro em algum meio de comunicação ou assessoria de imprensa que possa trabalhar.

Foi muito prazeroso trabalhar no Vacaria News, não sei se um dia eu vou voltar a trabalhar lá, mas aprendi muito como funciona um jornal e a convivência em uma redação. Quero agradecer a equipe do jornal por dado a oportunidade de mostrar um pouco do trabalho, na minha cidade.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.
UA-98132943-1