Jornal Correio Vacariense


O jornal Correio Vacariense foi fundado em 1974, porém sua primeira edição foi circulada no dia 14 de julho de 1976, após o município de Vacaria ficar seis meses sem jornal local. Aderbal Duarte foi o criador do Jornal Correio Vacariense. Mais tarde em 1984, o advogado e político João Telmo de Oliveira, junto de seu amigo o engenheiro Vladimir Pinotti compraram o semanário, depois de ter passado por mais dois proprietários, Francisco Kotelinski e o radialista João Alceu Ribeiro.

João Telmo e Vladimir Pinotti perceberam que o jornal estava parado há alguns meses, e que as publicações legais da cidade eram publicadas no Jornal Pioneiro pertencente ao Grupo RBS de Caxias do Sul. Diante disso, João Telmo que já era colunista com seu amigo Vladimir Pinotti compraram o semanário para fazer com que as publicações de Vacaria fossem direcionadas as pessoas da cidade e não de Caxias do Sul.

A primeira sede do jornal foi no 1º andar do Edifício Frozi, o maior edifício de Vacaria. Na época o jornal tinha seu próprio laboratório para revelação de fotos das matérias. As primeiras edições eram em preto/branco, feitas de forma artesanal e continham oito páginas que eram impressas na própria sede do jornal.

Na época do surgimento do jornal a diagramação era realizada em papel milimetrado, no qual se colocavam os textos já cortados, divididos em colunas. As manchetes eram coladas com pedaços de palavras tiradas de revistas e jornais, sendo notícias com uma letra maior e editais e publicações com letras menores.

As publicidades eram feitas de forma artesanal, até as manchetes eram feitas de recorte de outros jornais de forma manual colando palavra por palavra. A letra utilizada era em número 7. Os primeiros colunistas foram João Telmo de Oliveira que fazia sua coluna sobre Política e Economia chamada de “O Mundo em que Vivemos”, Aderbal Duarte fundador do Correio Vacariense que fazia sátira a política e o radialista Oscar Leonardelli que cobria o esporte local.

A direção do Jornal Correio Vacariense decidiu por excluir a editoria de polícia das páginas do jornal. As matérias voltadas à área de segurança pública são colocadas na página Geral, que são notícias com relação ao trabalho da polícia como números de apreensões, prisões, blitz e não sobre casos específicos como homicídios, entre outros crimes graves.
 
O Correio Vacariense não é um veículo sensacionalista e nem cobre crimes e acidentes.

O Jornal Correio Vacariense é um jornal regional que aborda notícias do dia a dia, política, economia, agricultura, cidade, saúde, serviços, sociedade, região, esporte, história, educação e editais, atingindo as classes A, B, e C. Alguns municípios possuem colunas fixas. Nas pesquisas de opinião, entre 60% a 75% do público da região, o jornal mais lembrado é o Correio Vacariense. O jornal se mantém com a venda de propagandas, editais e classificados. Atualmente é semanário, mas já teve edições bissemanais que por ser em uma cidade do interior teve que voltar a ser impresso uma vez por semana.

Com mais de 41 anos de história, o jornal leva informação, semanalmente, a mais de 5.000 assinantes e leitores em 11 municípios dos Campos de Cima da Serra/RS.


Equipe do Jornal Correio Vacariense


Diretor geral: Carlos Alberto Dai Prá de Oliveira

Secretário-geral: Cirano Roveda

Redator/Revisor: Henry Bettanim

Jornalista: Mateus Rosa (autor deste blog)

Diagramador: Yuri Chaves


Siga o Correio Vacariense nas redes sociais:




Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.
UA-98132943-1