Milan


O clube foi fundado em 1899 com o nome de Milan Cricket & Football Club, e a primeira sede oficial foi a Fiaschetteria Toscana situada na Via Berchet. O primeiro presidente foi o Sr. Edwards, se juntando a Herbert Kilpin a quem se deve a escolha das cores do clube.Em 1901 chega o primeiro scudetto, seguido de mais dois em 1906 e 1907.

 
Escudo do Milan em 3D

Nos anos quarenta, a equipe recebe definitivamente a denominação de AC Milan, mas foi nos anos cinquenta que o clube rossonero se tornou verdadeiramente vencedor graças à chegada de nomes como Liedholm, Gren e Nordahl, o famoso trio sueco. Na década seguinte, chegaram mais duas afirmações que trazem assinaturas ilustres como a de Schiaffino e Altafini, de Rivera, e a do mítico treinador Nereo Rocco.

 

Também, a nível internacional, chegam grandes sucessos como aquele em 22 de maio de 1963, quando o Milan conquista a primeira Copa dos Campeões, na inesquecível final disputada em Wembley contra o Benfica. Foram também os anos de Rivera, que, com o tempo, se transforma no líder incontestável e bandeira da equipe, que levará o clube à conquista do décimo scudetto, aquele da estrela. Os anos setenta e oitenta foram menos brilhantes do ponto de vista dos resultados.

 

Após um conturbado início de década, a reviravolta acontece em 1986, quando Silvio Berlusconi adquire a propriedade do Milan e nos vinte anos seguintes coloca o clube entre os mais vencedores da história do futebol. O ciclo de Sacchi, com a chegada de Gullit, Rijkaard e Van Basten, colocou a equipe como uma das melhores de todos os tempos. Foram sucessos em campos nacionais e internacionais, continuados pela era de Fabio Capello que dando sequência de onde o técnico anterior havia deixado, levou o Milan ao topo do mundo.

 

Para dar continuidade à recente história vencedora do Milan está Zaccheroni, que conquistou o italiano no seu primeiro ano, e, finalmente Carlo Ancelotti, responsável pela conquista de duas Champions League, um scudetto, uma Copa Itália, duas Supercopas Europeias, uma Supercopa Italiana e uma FIFA Club World Cup.

 

Após um ano sob o comando de Leonardo, em que terminou em terceiro lugar no Campeonato Italiano da temporada 2008/2009, a mesma da despedida de algumas lendas rossoneras, como Kaká, Carlo Ancelotti e, principalmente, Paolo Maldini, o comando técnico do Milan foi entregue a Massimiliano Allegri, que havia feito um bom trabalho no Cagliari anteriormente.

 

Com um time reforçado por Thiago Silva, Zlatan Ibrahimovic e, contando ainda com boa parte da base vitoriosa da era Ancelotti, Max Allegri não teve qualquer dificuldades para conquistar o Scudetto em 2010/2011, sendo este o 18º título nacional do Milan, empatando com a rival Internazionale.

 

Em Janeiro de 2014, já muito desgastado com torcedores e mesmo atletas por conta de maus resultados, e além de ter sido apontado como pivô da saída de Andrea Pirlo para a rival Juventus, Allegri foi substituído por Clarence Seedorf, em seu primeiro trabalho como treinador.  Apesar de contar com Kaká em seu elenco, o técnico holandês não pode evitar que a temporada 2013/2014 terminasse de forma lastimável, com o Milan ficando em oitavo na tabela e fora das competições europeias.

 

Outro ex-jogador do passado recente do Milan comandou a equipe na temporada 2014/2015 foi ex-atacante italiano Filippo “Pippo” Inzaghi.

Nenhum comentário