Stoke City


O Stoke City é considerado o segundo clube mais velho do futebol inglês, já que sua fundação ocorreu em 1863, na região de Stoke-on-Trent, sob o comando do jovem estudante da Charterhouse School, Henry Almond.

Neste mesmo ano, Henry e seus colegas batizaram o time de Stoke Ramblers, mas a primeira partida documentada aconteceu apenas em 1868. O duelo foi contra o EW May XV, no Victoria Cricket Club, local que abrigou os jogos durante sete anos, até ser substituído pelo Sweetings Field.

A passagem pelo Sweetings Field também foi rápida, apenas três anos, já que em 1878 o Vitória Ground foi adotado como casa do então renomeado Stoke Football Club. O período também marcou a escolha das cores oficiais, o vermelho e o branco.

O estádio e o clube estavam prontos, mas não havia nenhum campeonato de grande porte no país, porém, em 1888, o Stoke e outros 11 agremiações fundaram a Football League, competição na qual o clube não obteve bons resultados, já que terminou em último nas duas primeiras edições.

O nome atual do clube, Stoke City F.C, foi implantado em 1928, três anos após a região de Stoke-on-Trent assumir o status oficial de cidade. O final dos anos 1920 e o início da década de 1930 foram especiais para o clube. Além da mudança do nome, foi nessa época que surgiu o primeiro grande craque da agremiação, Stanley Matthews.

Presente nas convocações da Seleção Inglesa e um dos melhores jogadores de sua época, Stanley foi o expoente dos anos de glória do Stoke City. O primeiro título da Football League na temporada 1932-1933, o recorde de público do Victoria Ground (51,723 contra o Arsenal em 1937) e o recorde de gols na liga (Freddie Stelle, 33 gols em 1936/1937) foram obtidos durante a década de 1930.

Contudo, as vitórias deixaram de ser frequentes e o declínio veio. Durante 20 anos o clube não conquistou nenhum resultado expressivo, até a chegada de Tony Waddington, dirigente e treinador.

Waddington trouxe craques como o ídolo Stanley Matthews e o grande goleiro Gordon Banks. A equipe evoluiu, voltou a obter bons resultados e, na temporada 1971-1972, conquistou o título da Copa da Liga, batendo o favorito Chelsea FC por 2 a 1, em Wembley.

George Eastham, substituto de Waddington, não conseguiu manter o bom trabalho e o clube chegou a ser rebaixado para a Football League One. Vários anos se passaram e o Stoke não conseguiu sair do buraco.O único momento de glória do clube, entre o fim da década de 1970 e a volta para a primeira divisão em 2008, foi a mudança de estádio. Após 119 anos, o Britannia Stadium foi construído para substituir o Victoria Ground.

Durante o segundo mandato do presidente Peter Coates, mais precisamente em 2008, o Stoke City conseguiu o tão sonhado acesso.

Após bater o Leicester City por 2 a 1, a equipe vermelha e branca conquistou vaga à Premier League, a elite do futebol inglês.


Em 2011, o Stoke chegou a final da Copa da Inglaterra pela primeira vez, vindo a perder o título para o Manchester City.

Nenhum comentário