Brasileiros brilham no Oriente Médio

Os Atacantes Baré e Ricardo Oliveira do Al Jazira dos EAU
A temporada dos campeonatos nacionais na Ásia Ocidental chegou ao fim com brasileiros em alta. Do Líbano ao Irã, passando por Catar, Emirados Árabes, Arábia Saudita, Kuwait e Bahrein, o futebol verde-amarelo continua sendo fundamental para a popularização do esporte na região. Aqui está o resumo dos atletas brasileiros de maior destaque no Oriente Médio.

Títulos e títulos

Agora de volta ao Vasco, Juninho Pernambucano fez uma última temporada de gala pelo Al Gharafa no Catar. Apesar da decepção da perda do título nacional para o estreante Lekhwiya, ele ajudou a equipe a conquistar a Copa do Príncipe da Coroa.


Com oito bolas na rede no Campeonato Catariano, o meia de 36 anos marcou o seu gol mais importante justamente na final da copa contra o Al Arabi, com uma cobrança de falta de longa distância que trouxe boas lembranças das grandes atuações pelo Lyon e pela seleção brasileira.


"Infelizmente não conseguimos repetir o nosso título e tivemos de nos contentar com o segundo lugar", afirmou o brasileiro ao FIFA.com em abril. Na época, Juninho ainda falava da importância de conquistar uma das copas nacionais, o que ele conseguiu com a vitória de 2 a 0 sobre o Al Arabi. Já na Copa do Emir, o time acabou perdendo a final diante do Al Rayyan. Os gols da vitória por 2 a 1 foram de outro brasileiro: o ex-santista Rodrigo Tabata, que levou o Rayyan ao seu quinto título do torneio.


O Al Sadd, outro time do Catar, também soube aproveitar bem o gingado brasileiro. O atacante Leandro, de 26 anos, teve um papel importantíssimo para o desempenho da equipe tanto no Campeonato Catariano quanto na Liga dos Campeões da Ásia, com quatro gols que ajudaram o time a chegar às quartas de final do interclubes continental.


No Al Arabi, o centroavante Caboré ajudou a equipe a conquistar um título no início da temporada ao marcar o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Lekhwiya na final da Copa Xeque Jassem.


Baré, mais uma vez

Depois de vencer a liga dos Emirados Árabes em 2008/09 com o Al Ahli de Dubai, o atacante Baré voltou a erguer troféus nesta temporada com o Al Jazira, que conquistou o Campeonato Emiradense e a Copa do Presidente. O brasileiro marcou 19 gols em 31 jogos, elevando ainda mais a sua reputação de artilheiro no país do Golfo.


"Muitas pessoas param na rua para tirar fotos conosco", comentou Baré em entrevista recente ao FIFA.com. "Fico muito feliz por fazer parte de uma transformação positiva. Ganhar a liga é uma sensação especial, independentemente de onde você joga."


Outros brasileiros de destaque nos Emirados são o experiente Ricardo Oliveira (Al Jazira), o goleador Marcelinho (Sharjah), o meia Júlio César (Al Shabab) e o excelente trio formado por Magrão, Fernando Baiano e Hugo (Al Wahda).


Brasileiros a granel

Os Emirados Árabes não são o único país com um enorme contingente brasileiro. Dez representantes do país jogam atualmente em equipes da primeira divisão da Arábia Saudita, mais da metade do total de estrangeiros na competição.


Um dos destaques da última temporada saudita foi Victor Simões. Com 16 gols pelo Al Ahli, ele ficou apenas um atrás de Nasser Al Shamrani e foi o vice-artilheiro do certame. O time de Shamrani, o Al Shabab, também conta com dois brasileiros que tiveram uma boa temporada: o meia Marcelo Camacho e o zagueiro Marcelo Tavares.


No Irã, a maior sensação foi o capixaba Edinho, vice-artilheiro do campeonato nacional com 22 gols pelo Mes de Kerman. Além dele, também fez bonito o meia Felipe Alves, que ajudou o Esteghlal a terminar a liga em segundo lugar.


Atuações decisivas

No Bahrein, a temporada foi memorável para o potiguar Diego da Silva, que marcou 13 gols pelo Al Ahli. Porém, a eficiência na cara do gol não foi suficiente para levar o seu time ao título nacional, que ficou com o Muharraq. Maior êxito individual teve Rodrigo Félix, artilheiro da liga de Omã com 12 gols pelo terceiro colocado Al Nahda.


No Kuwait, o atacante Rogério de Assis foi fundamental para o Al Kuwait ao marcar o gol decisivo da vitória de 2 a 1 na final da Copa do Príncipe da Coroa. Na última terça-feira, ele voltou a jogar bem na partida que classificou a equipe à final da Copa do Emir.


Para concluir, vale destacar as campanhas do zagueiro Sebastião Ramos Junior e do atacante Edson Luís Nascimento, ambos do Al Ansar, que foram escolhidos para a seleção do Campeonato Libanês.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.
UA-98132943-1