Caso Watergate


O Caso Watergate foi um escândalo político que aconteceu na década de 70 no escritório do Partido Democrata norte-americano em Washington, no conjunto de edifícios Watergate, que após as investigações acabou com a renúncia do presidente dos Estados Unidos na época Richard Nixon que era do Partido Republicano.

Em 18 de junho 1972 o jornal Washington Post publicou na primeira página dessa edição sobre o assalto a sede do Partido Democrata acontecido no dia anterior. Durante as investigações cinco pessoas foram detidas por tentar fotografar e colocar aparelhos de escuta no escritório do Partido Democrata.

Bob Woodward e Carl Bernstein foram os repórteres que acompanharam as investigações do caso Watergate quando estabelecendo ligação entre a Casa Branca com o assalto acontecido no edifício Watergate através de um contato conhecido Garganta Profunda revelou que Richard Nixon sabia do esquema.

Em 9 de agosto de 1974 quando já havia provas suficientes sobre o envolvendo Nixon à espionagem o mesmo renunciou à presidência do Estados Unidos assumindo o vice Gerald Ford que retirou as responsabilidades legas do antecessor sobre o caso.

Por anos a identidade do Garganta Profunda foi mantida em segredo até em 31 de maio de 2005 foi revelado que o ex-vice presidente do FBI Mark Felt era o Garganta Profunda, confirmada pelos próprios Bob Woodward e Carl Bernstein.
O Caso Watergate mostrou o trabalho do jornalismo investigativo é minucioso era preciso ser feito em sigilo para não prejudicar o trabalho do jornalista principalmente se for do tamanho do Watergate que envolveu o presidente dos Estados Unidos que renunciou depois que o caso foi investigado pelos jornalistas que esperaram o momento certo para divulgar os resultados das investigações no Washington Post, sempre apurando e preservando as fontes de informações.

Nenhum comentário