Faixa de Gaza

Principais características geográficas de
 Israel e da região sudeste do Mediterrâneo
A Faixa de Gaza (em árabe: em árabe: قطاع غزة, Qita' Ghazzah; em hebraico: em hebraico: רצועת עזה, Retzu'at 'Azza) é um território palestino situado em uma faixa costeira de terra no Médio Oriente ao longo do Mar Mediterrâneo, que faz fronteira com o Egito no sul e é cercada pelo território de Israel a norte e leste. Tem cerca de 41 quilômetros de comprimento, e sua largura varia entre 6 e 12 km, com uma área total de 360 km² sendo um dos territórios mais densamente povoados do planeta, com 1,4 milhão de habitantes para uma área de 360 km². Possui uma infraestrutura precária, bem como uma situação econômica de penúria.A designação "Faixa de Gaza" deriva do nome da sua principal cidade, Gaza, cuja existência remonta à Antiguidade.




Esta área atualmente não é reconhecida internacionalmente como parte de qualquer país soberano, mas é reivindicada pela Autoridade Nacional Palestina como parte dos territórios palestinos. Desde junho de 2007, após confronto armado com o Fatah, o Hamas assumiu o controle da faixa de Gaza.O espaço aéreo e o acesso marítimo à Faixa de Gaza são atualmente controlados pelo Estado de Israel, que também ocupava militarmente o território entre junho de 1967 e agosto de 2005. O território da Faixa de Gaza é cercado por muralhas, tanto do lado egípcio quanto israelense.


História

Durante centenas de anos, o Império Otomano dominou Gaza, até que o território - junto com o restante da Palestina - passou para o controle dos britânicos, com o final da Primeira Guerra Mundial (1914-1918). Durante a primeira Guerra árabe-israelense, que conduziu à criação do Estado de Israel, Gaza absorveu um quarto das centenas de milhares dos refugiados palestinos expulsos das áreas que hoje fazem parte de Israel.



Geografia



Principais características geográficas de Israel e da região sudeste do MediterrâneoA Faixa de Gaza é um território árido e retangular localizado no sudeste do Mar Mediterrâneo, com cerca de 45 quilômetros de comprimento e 10 quilômetros de largura. O território está limitado a norte e a leste por Israel e ao sul pela península do Sinai, no Egito.



O território é dividido em cinco partes: Rafah (ao sul, que faz fronteira com o Egito), Khan Yunis, Dayr al-Balah, Cidade de Gaza e o Norte de Gaza.



A Faixa de Gaza é plana, tendo como ponto culminante Abu 'Awdah, com 105 metros de altura.



O seu clima é temperado, com verões secos e quentes.



Apenas 13% do território é composto por terras aráveis.



Demografia

A população da Faixa de Gaza é de 1.428.757 habitantes (dados de Julho de 2006). Cerca de 60% da população é composta por refugiados chegados nas duas vagas geradas pelas guerras de 1948-1949 e de 1967; os restantes são populações nativas. Quase toda a população habita as cidades, das quais se destacam Gaza, Khan Yunis, Rafah e Dayr al-Balah. Outras cidades menores são Beit Hanoun, Abasan al-Kabera, Jabaliya, Beit Lahiya, sendo que são poucas as fazendas, devido à falta de espaço. Por causa disso, praticamente todos os alimentos consumidos na região são importados.



A Faixa de Gaza tem uma das populações mais jovens do planeta, com 48,1% da população enquadrada na estrutura etária entre os 0 e os 14 anos. A taxa de crescimento anual da população é de 3.71% e a esperança média de vida é de 71,97 anos.



A maioria dos habitantes da Faixa de Gaza são muçulmanos sunitas, com uma minoria cristã. A língua falada no território é o árabe, seguida do hebraico, antigamente muito falado, hoje tende a não ser aprendido pelos jovens (falar hebraico em Gaza não é bem visto); o inglês é compreendido por alguns habitantes, estando crescente o seu aprendizado.



Transporte e comunicações



Partes dos danos ao Aeroporto Internacional de Gaza.A Faixa de Gaza tem uma pequena e pobre rede de estradas e uma simples rede ferroviária ligando o norte ao sul do território palestino. Esta, no entanto, encontrava-se abandonada nos últimos anos.



O Aeroporto Internacional de Gaza (posteriormente renomeado Aeroporto Internacional Yasser Arafat) foi inaugurado a 24 de novembro de 1998, mas suas atividades foram encerradas em outubro de 2000 por ordem do governo de Israel.



No ano seguinte, a pista do aeroporto foi destruída pelas Forças de Defesa de Israel, inviabilizando seu funcionamento.A Faixa de Gaza possui um heliporto.



Gaza ainda possuía um rudimentar serviço telefônico.



Religião

O islamismo é a religião de 99.8% da população, que segue o ramo sunita do islã. Os outros 0.2% são adeptos do cristianismo, população que tende a diminuir. Nem todas as pessoas são muito religiosas, mas ultimamente Gaza como um todo está se tornando mais influenciada pela religião. Quando o Hamas tomou o poder, em 2007, havia prometido não impor a religião aos habitantes de Gaza, mas vem forçando a adoção de atitudes religiosas por parte dos cidadãos (por exemplo: advogadas e funcionários publicos do sexo feminino que não usavam o hijab foram impedidas de exercer sua profissão, cabeleireiros do sexo masculino não podem mais cortar os cabelos de clientes mulheres etc.)



Existem cerca de dois mil e 500 cristãos na Faixa de Gaza, grande parte deles idosos. Muitos dos cristãos foram embora, por não suportarem as pressões sociais que pesam contra eles num território cada vez menos livre. As mulheres cristãs sentem-se coagidas a usar o véu islâmico, para poderem estudar e trabalhar com tranquilidade.

Nenhum comentário