Farmacêutico


Os profissionais capazes de identificar e manipular substâncias químicas que serão utilizadas como remédios e cosméticos são os farmacêuticos. Eles também participam da produção e conservação industrial de alimentos, sejam eles dietéticos ou comuns.

Para tornar-se um farmacêutico é preciso terminar o curso de Farmácia Bioquímica. Aprender inglês e manter-se constantemente atualizado (através de leitura e cursos) são itens que podem fazer a diferença para manter uma posição de destaque no mercado de trabalho. O registro no Conselho Regional de Farmácia, claro, também é necessário.

As principais áreas de atuação deste profissional são:

Vigilância Sanitária: área encarregada da análise e controle de produtos industrializados obedecendo as atuais normas de comercialização.

Análises Clínicas: aplicação de testes em laboratórios para diagnóstico clínicos, planejamento e elaboração de kits para exames laboratoriais.

Alimentos: análise de aspectos nutricionais através de exames microbiológicos e químicos. Acompanhamento detalhado do processo de fabricação, desenvolvimento e controle de qualidade dos alimentos.

Farmácia: elaboração de remédios de manipulação, atuação no controle e distribuição de medicamentos.

Análises Toxicológicas: detecção de agentes tóxicos (medicamentos, drogas ou substâncias tóxicas em geral) através de testes realizados em seres humanos, animais, vegetais, ambientes e alimentos.

Farmácia Industrial: produção de vacinas, medicamentos, cosméticos, produtos de limpeza humana ou de ambientes.
Este profissional tem de pesquisar, preparar, distribuir e comercializar cosméticos, produtos de higiene pessoal e remédios. Também cabe a ele investigar, examinar e testar as substâncias que fazem parte da composição de produtos higiênicos, perfumaria e remédios para observar as reações que estas substâncias podem causar.

O farmacêutico também está encarregado de registrar novas drogas e verificar se os produtos chegam ao consumidor de acordo com as regras e padrões determinados pela vigilância sanitária. Na indústria de alimentos cabe ao farmacêutico controlar o produto final e também a qualidade das matérias primas utilizadas.

É desejável que o farmacêutico possua as seguintes características: boa visão e bom olfato, habilidade manual, senso de responsabilidade, interesse pelos estudos e pela pesquisa (espírito investigativo), atenção aos detalhes e capacidade de observação aguçada.


O setor privado (indústria farmacêutica, cosmética, alimentícia e farmácias em geral), oferece boas oportunidades de trabalho para este profissional.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.
UA-98132943-1