História da Língua Latina


O saber latim facilita na compreensão de muitos termos presentes em textos científicos, teológicos, filosóficos e direito, além de ser o ponto de partida para muitas línguas; como, por exemplo, português, italiano, francês, romeno, espanhol, inglês, dentre outros; que são idiomas que tem sua origem no latim, porém, além destes, muitas outras línguas possuem termos provenientes de tal. Das palavras que nosso país e Portugal falam 80% são de procedência latina. Na língua inglesa formal, o número atinge 60%.

Os falantes do latim eram chamados latinos e isso se deve ao fato de eles morarem na antiga região italiana de Lácio (Latium em latim). Além desta língua, outras ainda eram faladas naquela época e naquele local, como, por exemplo, o grego; porém, como o foco aqui é o latim, vale ressaltar que este era dividido em sermo urbanus e sermo vulgaris, respectivamente usados pela classe alta e baixa.

O Latim Popular – Vulgar não se apegava a regras gramaticais e era utilizado pelo povo e, principalmente, pelos soldados romanos. Já o Latim Clássico era uma língua erudita e estava presente entre as pessoas letradas. Como o primeiro era falado pela massa, foi ele que se disseminou e se deixava influenciar pela língua dos que o adotavam; até porque as classes inferiores da Sociedade Romana eram bastante numerosas. Enquanto o segundo manteve-se estático, tendo em vista que escritores e outros poucos usufruíam deste, pois fugia do cotidiano da maioria.

Além destes dois, ainda existe uma terceira classificação, que é o Latim Eclesiástico, ou seja, a parte cristã da Língua Latina, aquela que reflete o período de expansão do Cristianismo no Império Romano. Santo Agostinho foi e ainda é um grande nome daqueles tempos e que representa tal fase.

Concluindo as variações do Latim, este não pode ser acrescido de dialetos, tendo em vista que suas raízes foram acrescidas de diferenças linguísticas populares e particulares de outras línguas e, a partir destas misturas e adições, outros idiomas autônomos foram criados e transformados.

Quanto à sua evolução, a Língua Latina passou por muitas mudanças. Iniciando pelo Latim pré-histórico, que vem antes dos registros escritos. Seguido pelo Latim proto-histórico, que constava nos primeiros documentos da língua. Logo vem o Latim arcaico, que não tem um vocabulário muito extenso e esteve presente em alguns textos literários. O Latim Clássico é “pai” de grandes obras literárias e sua língua é bastante erudita. O Latim Vulgar foi o falado pela maioria, ou seja, pelas classes mais baixas. Finalizando com o Latim pós-clássico, uma junção do quarto e quinto.

Nenhum comentário