Jornalismo Econômico

Taxa de juros, inflação, previsões de mercado, crise na bolsa, crescimento econômica, e câmbio são os temas mais familiarizados entre os leitores que leem as matérias e reportagens econômicas. São abordadas e elaboradas pelos especialistas do Jornalismo Econômico.




O jornalista dessa área teve estar interligado com os ambientes econômicos regionais, nacionais e internacionais, não somente a respeito dos números e conjunturas econômicas, mas também a respeito dos acontecimentos políticos, sociais e de demais eventos que venham a influenciar na economia.



A cobertura jornalística econômica surgiu no século XVII, inserido nos boletins bancários e comerciais da época expedidos pelos antigos banqueiros e comerciantes da Europa. Com o advento da imprensa industrial, as colunas de economia tinham menor importância.



O Jornalismo Econômico tem maior importância em países capitalistas de mercado aberto, e se concentra nas ações do governo e de empresas. Os temas econômicos tiveram ampliação jornalística com o surgimento novos suplementos relacionados ao assunto.



Nesta área há a fama de grandes colunistas como Luis Nassif, Joelmir Beting e Lilian Witte Fibe. Além dos veículos impressos, a Internet tem possibilitado o surgimento de sites específicos sobre negócios e finanças.



O Jornalismo Econômico cobre feiras de negócios, projetos, relatórios, negociações, instituições financeiras, políticas públicas, os setores de geração de renda, empregabilidade e todos os índices que interessam a pessoas físicas e jurídicas.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.
UA-98132943-1