Literatura Catalã


Considerado como a evolução do latim oral do nordeste da Península Ibérica, o catalão e sua literatura tiveram seu período áureo na Idade Média. Nesta época, a literatura catalã encontra seu auge com Ramon Llull, o mais influente escritor, filósofo e poeta da língua catalã. Llull trabalha o catalão, uma língua que não tinha tradição literária, cultivando-a com destreza e colocando-a no auge da criação literária medieval. Entre as obras de Llull está “O Livro do Gentio e dos Três Sábios”.

Outro gênero da literatura catalã que foi reconhecido na Idade Média é a crônica histórica, que tem sua maior representatividade nas “Quatro Grandes Crônicas”. Nesta época, após grande influência de Llull, encontram-se influentes poetas em Valência como Jordi de Sant Jordi, cavaleiro e escritor, e Ausiàs March, poeta e soldado. Já na prosa, surgem grandes autores como o escritor Francesc Eiximenis e Bernat Metge, humanista, chanceler, tradutor e poeta catalão.

No entanto, assim como no processo ocorrido com a literatura galega, a literatura catalã entra em declínio entre os séculos XVI e XVIII. Neste período, a literatura catalã quase desaparece como um todo devido a força da política espanhola que se consolidou como único estado. Apesar deste declínio, muitos historiadores vêm revisitando e valorizando nomes desta época como Cristòfor Despuig, Joan Timoneda, Pere Serafí, entre outros.

Na primeira parte do século XIX ocorre a renaixença da literatura catalã, um movimento que priorizou a restauração da língua, literatura e cultura da Catalunha. Esse momento coincide com a segunda metade da explosão do romantismo europeu. Embora cada vertente tenha trilhado um caminho específico, existe uma integração no que se refere à utilização dos ideais políticos e da língua. Um ano importante para a renaixença foi 1833, época em que surgiu o periódico El vapor, de La Pàtria de Bonaventura Carles Aribau e foram apresentados os jogos florais La Atlandida em 1877 de Jacinto Verdaguer.

Já em 1835 ocorre a restauração da Universidade de Barcelona, sendo que quatro anos depois seria publicado o primeiro livro de poesia em catalão com o título Lagrimas de viudesa, de Miguel Anton Martí. Gradualmente, vão surgindo periódicos e revistas com composições em catalão. A primeira publicação a ser escrita completamente em catalão foi a revista Lo Vertader Català, que surgiu somente em 1843.

Durante o século XX a literatura catalã apresenta diversos autores influentes. Aparecem romancistas como Joan Sales, Francesc Trabal, Miquel Llor, Caterina Albert, Carles Soldevila, entre outros. Na poesia surgem autores como Carles Riba, Joan Maragall, Josep Carner; e na prosa, Pere Calders, Joan Perucho e outros.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.
UA-98132943-1