Olhos vermelhos em fotografias

A ocorrência de olhos vermelhos em fotografias se dá quando a incidência dos raios luminosos atinge diretamente a retina.

O olho humano assemelha-se a uma câmara escura, o princípio funcional é o mesmo. Apesar de a pupila ser externamente preta, a retina, que funciona como o anteparo fotossensível do olho, possui muitos vasos sanguíneos, o que lhe atribui uma coloração avermelhada.
O flash, mecanismo fotográfico utilizado para equilibrar a iluminação do local a ser fotografado, quando disparado em local de pouca luz para fotografar pessoas, não permite tempo para que a pupila humana se feche. A pupila humana funciona como a abertura da câmera fotográfica, que regula a entrada de luz, quanto mais aberta estiver, maior a entrada de luz. Por este motivo, a pupila se dilata em ambientes mais escuros. Quando o flash é disparado e encontra a pupila com grande abertura, sua luz é refletida diretamente na retina, e causa o efeito dos olhos vermelhos.
A maioria das câmeras digitais possui a opção de “redução de olhos vermelhos”, que consiste no disparo duplo do flash, o primeiro não é captado pela câmera, e serve apenas para provocar o fechamento da pupila, para que o segundo sim sirva de recurso equilibrador de luz e seja captado pela câmera. Olhar para uma lâmpada acesa antes de ser fotografado também inibe o fenômeno.
Alguns animais podem refletir outras cores nas fotografias com flash, como é o caso dos gatos, que podem refletir azul ou verde. O que ocorre é que estes animais possuem uma camada refletora atrás da retina que auxilia a enxergar à noite, e esta camada pode refletir outras cores.
Se ainda assim os olhos ficarem vermelhos da fotografia digital, existem diversos programas gratuitos de edição de imagem que corrigem facilmente o problema.

Nenhum comentário