Só é careca quem quiser!

O problema esta na sua cabeça


Descubra por que eles estão indo embora



A causa mais frequente de calvície nos homens é a que os médicos chamam de androgenética, originada por uma substância do hormônio testosterona. Conhecida como DHT, essa substância faz com que os fios fiquem cada vez mais finos e fracos, como uma penugem, até que se tornem imperceptíveis a olho nu. Outras causas menos comuns são emocionais. O estresse e a depressão, por exemplo, podem ser culpados pela queda de cabelo. A tensão do estresse aumenta os níveis do hormônio estradiol, que em excesso provoca a queda e prejudica o crescimento dos fios. Esse tipo de ocorrência não é calvície, e sim uma queda anormal do cabelo, e pode ser passageira. Algumas doenças também podem ser responsáveis pela queda repentina e acentuada dos fios, como os distúrbios da glândula tireoide. Nesses casos, tratamento médico especializado pode resolver o problema. Quando o corpo e a mente se recuperam, o cabelo volta a crescer saudável.



ASCENSÃO E QUEDA DOS CABELOS

Como e quando eles começam a rarear




Nos homens, o cabelo costuma começar a cair na região frontal e na chamada coroa do padre. A devastação se inicia por aí porque essas regiões são mais sensíveis ao hormônio masculino DHT, causador da calvície. Normalmente o paciente só percebe que está ficando calvo quando perde cerca de um terço dos fios. Quanto mais cedo se diagnostica o problema, mais fácil é solucioná-lo. Segundo o dermatologista Ademir Jr., para descobrir se tem tendência a ficar careca, “esteja atento a seus familiares: ao saber que há na família qualquer propensão à calvície, o melhor é procurar um médico para o cuidado preventivo”. O tratamento vai depender do diagnóstico definitivo, que pode ser feito em consultório. Exames de alta tecnologia, como a microscopia eletrônica do bulbo capilar, dão diagnósticos precisos sobre o tipo de calvície e como tratá-la.



Uma luta histórica

Não é de hoje que os homens lutam contra a careca


2500 A.C

Um papiro do Egito Antigo prescrevia uma pomada contra calvície feita com gordura de vários animais



1000 A.C

Contra a calvície, que, segundo o Velho Testamento, já atormentava os homens, usava-se banha de urso na cabeça, porque os ursos são peludos



Século 16

O estudioso Hieronymus Mercuria escreveu que a causa da queda de cabelos era uma umidade “radical” no couro cabeludo



Década de 1920

O senso comum moralista fazia a população acreditar que masturbação levava à calvície



Década de 1940

Pesquisas mostraram que a calvície está ligada à hereditariedade e aos hormônios



Década de 1950

Foi feito o primeiro transplante capilar de sucesso, em Nova York



Década de 1990

Ganham força no mercado tinturas em aerossol para disfarçar a calvície



1997

A finasterida, pílula contra a calvície, é aprovada por órgãos de saúde dos EUA



Quando eles estão por um fio


Os fatores que aceleraram o processo



DROGAS EM GERAL

Tanto o cigarro e o álcool como as consideradas ilegais



ESTEROIDES ANABOLIZANTES

O uso regular dessas substâncias destrói o folículo piloso, que produz o fio de cabelo



DIETAS DA MODA

Para manter o crescimento, o cabelo precisa de nutrientes, que muitas vezes são cortados nas dietas radicais



CASPA

Quando não tratada, aumenta a oleosidade do couro cabeludo e acelera a queda dos fios



Calvos célebres da história

Eles tinham cabeças brilhantes




JÚLIO CÉSAR

O imperador disfarçava a área deserta da cabeça com coroas de louro, sua versão da peruca





SHAKESPEARE

O dramaturgo de testa avantajada chegou a incluir a calvície em algumas de suas peças



LUÍS XIV

Baixinho e careca, usava perucas volumosas no topo para resolver os dois problemas de uma vez



NAPOLEÃO BONAPARTE

Exemplo a não ser seguido, o general francês penteava os poucos fios restantes sobre a parte calva da cabeça

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.
UA-98132943-1