Tipos de águas minerais


Considerada no laboratório de pesquisa o solvente universal, á água é a molécula necessária ao desenvolvimento da vida e a primeira a ser investigada quando se pesquisa a possibilidade de vida em outro planeta. Na natureza, podemos encontrar diversos tipos de água, dependendo dos elementos que ela apresenta dissolvidos. Algumas delas são ótimas para beber, outras, no entanto, podem ser prejudiciais à saúde. Há fontes naturais de água em todos os estados físicos da matéria, e em uma boa diversidade de temperatura.

A água potável é aquela que se utiliza para diversos fins domésticos, destacando-se a necessária para beber e cozinhar. Esta água não deve apresentar nem cor nem cheiro, deve ser fresca e não deve apresentar impurezas. Com relação às partículas dissolvidas que apresenta, devem estar presentes sais minerais necessários ao equilíbrio orgânico. Além de partículas iônicas, a água potável apresenta também gás oxigênio dissolvido, razão pela qual a água fervida (que perde sua taxa desse gás) apresenta um “sabor” levemente distinto.

Em relação às águas minerais, a diferença fundamental para a água potável está em uma maior concentração iônica que apresentam. Essa concentração, que difere em relação à sua fonte, torna essa água quimicamente importante no que tange à bioquímica de nosso organismo. Os principais minerais encontrados nesse tipo de água são o cálcio e o ferro, excedentes em relação à água potável.

As águas minerais são formadas no subsolo; passam através das diversas camadas do solo e do subsolo, dissolvendo certos sais minerais existentes nessas camadas. Uma porção dessa água então aflora à superfície, gerando fontes ou nascentes de alta concentração em sais iônicos (minerais).

Os principais tipos de águas minerais encontradas cotidianamente são:

  • Salobra: É um tipo de água levemente salgada, que não forma espuma quando em contato com o sabão.
  • Termal: Essa água, além de apresentar sais iônicos dissolvidos, sai da fonte mineral em uma temperatura superior ao ambiente em que se encontra. Possui fins terapêuticos no tratamento de algumas enfermidades, destacando-se cutâneas.
  • Acídula: É a água que apresenta uma taxa de gás carbônico (CO2). É também chamada de água gasosa ou água gaseificada. Apresenta um sabor ácido, pois seu pH é menor do que 7 devido a formação de ácido carbônico (H2CO3), produto da reação entre o gás carbônico e a água. É recomendada como um facilitador do processo digestivo.
  • Magnesiana: Apresenta uma elevada taxa de íons magnésio. É recomendada para auxiliar o funcionamento do estômago e do intestino.
  • Alcalina: Apresenta alcalinidade (pH maior do que 7), em virtude de apresentar bicarbonato de sódio (NaHCO3). Assim, alivia a acidez estomacal.
  • Sulfurosa: É um tipo incomum de água mineral que contém substâncias à base de enxofre.
  • Ferruginosa: Apresenta uma alta taxa de íon ferro, o qual ajuda no combate à anemia.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.
UA-98132943-1