O outro lado da escuridão


Caminhando pelas ruas da minha cidade durante o início da noite, percebi que muitas estão com pouca ou sem nenhuma iluminação. Um perigo para quem caminha nesse horário. Podemos ser assaltados, ver um fantasma ou encontrar o Diabo em pessoa.

Me veio à minha mente um outro tipo de escuridão que está tomando conta das pessoas – a escuridão dos sentimentos.

Foto: Pixabay.com 


Estamos ficando cada vez mais cegos buscando a tão falada luz no final do túnel. Vivemos numa sociedade que buscamos ferozmente um líder para nos conduzir a até luz.

Nunca na história da humanidade estivermos tanta informação em tão pouco tempo. O mundo das redes sociais aproximou pessoas que estão no outro lado do mundo, mas nos afastou das pessoas do nosso dia a dia.

Um elogio, um bom dia ou um abraço pode tirar alguém da escuridão da solidão. Mas a busca pelo poder e pelo bom status perante a sociedade acaba nos cegando, mesmo que não tenhamos nenhum problema de visão.

A humanidade está vivendo a era das trevas com o crescimento de discursos e líderes que pregam o ódio, o machismo, o racismo, a homofobia a e a xenofobia.

O que mais me espanta é ver pessoas que ao mesmo tempo que pregam o ódio através redes sociais e depois usam a “palavra de Deus” cintando Salmos e versículos da Bíblia para demonstrar que são “pessoas iluminadas”.

Se esconder atrás de um computador ou de um smartphone é fácil, mas encarar e olhar seus próprios defeitos, todos têm medo e fingem enxerga-los.

Muitas religiões acreditam na vida após a morte. As doenças deste século como a ansiedade e a depressão, faz a gente na escuridão uma vida inteira.

Até hoje ninguém voltou para dizer se existe a luz no final do túnel.

O conhecimento pode nos tirar da escuridão da ignorância, porém pode jogar a pessoa mais culta na escuridão da arrogância.

Às vezes, para vencer a escuridão é preciso enfrentá-la. Mesmo que tenhamos medo dela. É difícil, mas através do caos possamos encontrar as respostas que vivemos procurando.

Os lugares mais obscuros do universo é mente e alma humana. Todos temos um pouco inveja, maldade, arrogância e ciúme em nosso DNA. Não podemos desfazer destes sentimentos, pois isso nos torna seres humanos. Somos imperfeitos.

Uma rua escura pode assustar, entretanto o maior desafio é caminhar pelas ruas obscuras da mente. Para vencê-la é preciso ter persistência. Cada um tem que aceitar este desafio.

Para alcançar o tão sonhado equilíbrio emocional, precisamos abraçar e dominar o nosso lado negro. Conseguir o controle abrindo mão do controle parece esquisito, mas pode funcionar.



Mateus Rosa

Jornalista MTB/RS 18.551

Nenhum comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.